Apartamento à Aluguel

Apartamento Para Locação, Jardim Paulista, São Paulo, Sp, Lindo Apartamento Com 2 Dormitórios Sendo Uma Suíte E 1 Vaga De Garagem - Sp - Ap1297_chucri

Anunciado há 58 dias

4800 reais
77 m² totais
2 quartos
2 banheiros
Anúncio finalizado

Informação do vendedor

Aluguel

    Tempo vendendo no Mercado Livre

    3 anos

Ver propriedades

    Código da propriedade

    AP1297_CHUCRI

Dicas de segurança

  • A partir de Mercado Libre, não te pediremos senhas, PIN nem códigos de verificação por WhatsApp, telefone, SMS ou e-mail.

  • Verifique se o imóvel existe e desconfie caso digam que precisam vendê-lo ou alugá-lo com urgência.

  • Confira o remetente dos e-mails para ter certeza de que foi enviado por Mercado Libre.

  • Peça o máximo de informações possíveis sobre o imóvel, bem como fotos e/ou vídeos para comprovar sua veracidade.

  • Suspeite se o valor te parecer muito baixo.

  • Não use serviços de pagamento anônimo para pagar, reservar ou antecipar dinheiro antes de ter visto o imóvel.

Localização

Avenida Brigadeiro Luís Antônio, São Paulo Centro, São Paulo

Ver información de la zona

Características

Área total77 m²
Área útil77 m²
Quartos2
Banheiros2
Garagens1

Cozinha

Informações da região

São os pontos mais próximos do imóvel em um raio de 2 km.
Estações de metrô
Brigadeiro
4 mins - 327 metros
Trianon-Masp
10 mins - 768 metros
Vergueiro
14 mins - 1.117 metros
Paraíso
15 mins - 1.198 metros
São Joaquim
20 mins - 1.523 metros
Pontos de ônibus
Hospital Brigadeiro
2 mins - 149 metros
Avenida Brigadeiro Luís Antônio, 2344
2 mins - 170 metros
Avenida Paulista
3 mins - 211 metros
Al. Santos, 815
3 mins - 247 metros
Avenida Paulista, 659
3 mins - 264 metros

Descrição

1 vaga
2 dormitórios sendo 1 suíte
Living amplo com varanda
Sala de Jantar
1 banheiro social
Cozinha
Área de serviço
Banheiro de serviço
Área comum:
Children Care
Jardim
Piscina Infantil
Sala de ginastica
Sauna
Churrasqueira
Piscina
Playground
Salão de Festa
Gerador
Piscina Aquecida
Quadra Poliesportiva
Salão de jogos
Aluguel: R$ 4.800,00
Condomínio: R$ 763,00
IPTU/21: 10x R$ 300,08

Vantagens de morar em um apartamento

Na hora de comprar ou alugar um imóvel, é comum rolar dúvida entre as vantagens de morar em casa ou as vantagens de morar em apartamento.

Realmente não é uma tarefa fácil escolher o local onde você e sua família irão chamar de lar. Para não correr o risco de se arrepender no futuro, é muito importante considerar todos os aspectos que terão impacto direto no seu dia-a-dia, como segurança, lazer, comodidade, acessibilidade e localização.

Algumas diferenças entre uma casa e um apartamento podem ser um fator decisivo para a escolha ideal. Nesse texto, vamos destacar algumas que você precisa avaliar antes de escolher o seu apartamento.

Segurança reforçada
Ao escolher morar em um prédio, você tem muito mais segurança, tanto quando você não está no apartamento quanto quando você está no imóvel. Assim você não precisa se preocupar se vai deixar a casa sozinha.

É comum também que os vizinhos no prédio acabem sendo mais próximos ou até mesmo amigos, esse fator também ajuda a reforçar a segurança: pois as pessoas estão mais atentas a possíveis movimentações estranhas no condomínio.

Além disso, no prédio só entram pessoas e veículos autorizados pelo morador, logo, para receber qualquer pessoa dentro do seu lar, você precisará autorizar com o porteiro primeiro a entrada delas.

Isso é uma vantagem a ser considerada pois em uma casa, se você é do tipo de pessoa que viaja muito ou passa muito tempo fora, terá a preocupação de deixá-la sozinha pois sabe que não terá ninguém para vigia-lá. Sendo assim, morar em apartamento é provavelmente a opção que lhe deixará mais tranquilo com relação à sua segurança. Além da segurança, morando em apartamento você não corre o risco de ser incomodado por vendedores e pessoas estranhas batendo em sua porta.

Caso a segurança do condomínio esteja deixando a desejar, você também tem a facilidade de poder resolver isso diretamente com o síndico, pois ele tem a função de zelar pelo bem-estar e segurança de todos os moradores.

Mais opções de lazer
Na grande maioria dos condomínios, você não precisa sair para encontrar opções de lazer, já que muitos oferecem quadras para a prática de esportes, piscinas e playground para as crianças.

Ter uma área de lazer onde seus filhos possam brincar com segurança e interagir com as outras crianças que moram no mesmo prédio é com certeza uma grande vantagem.

Para oferecer aos moradores e futuros moradores uma estrutura completa, os condomínios que possuem área de lazer precisam investir em espaços especiais e serviços diversificados, como churrasqueiras, salão de festas, salas de reunião, entre outros.

Condomínios mais modernos ainda oferecem academia completa, com locais para a prática de Pilates e Yoga. Os mais requintados também oferecem salão de beleza e spa completo, assim o morador também pode economizar, pois não terá que pagar por estes serviços em locais externos ao seu condomínio.

Outra grande vantagem das opções de lazer no condomínio, é que você não precisa se preocupar com a limpeza ou manutenção dessas áreas, pois isso é de responsabilidade do condomínio e já está inclusa no valor pago mensalmente.

Mais economia
Como acabamos de mencionar, quem mora em prédio possui vários serviços inclusos na sua taxa de condomínio como segurança, limpeza, dedetização programadas, manutenção das áreas externas e etc. Muitos prédios também já incluem no condomínio alguns gastos com água e gás. Morando em uma casa, contratar esses serviços pode ser bem caro e também pode gerar muita dor de cabeça.

Outra grande vantagem de morar em apartamento em relação à economia que já mencionamos aqui é o fato de você não precisará gastar com alguns serviços, pois o próprio condomínio já oferece estes serviços, como academias, spas e até mesmo salão de beleza. Além disso, os equipamentos de segurança, que costumam ser bem caros, são rateados entre todos os moradores no momento da instalação e em caso de eventual manutenção.

Outro ponto positivo de morar em um apartamento é que você não tem gastos individuais com jardineiros e faxineiros para a área externa, pois tudo isso já está incluído no próprio condomínio, de forma proporcional ao número de condôminos. Assim, é importante analisar o valor de todos esses serviços e as despesas que estão inseridas nessa parcela.

Mais praticidade
Na maioria dos casos, o prédio possui pelo menos um elevador, que facilita muito a entrada e saída com as compras, além de vagas de garagem e portaria 24h para receber suas encomendas.

Receber encomendas pode até parecer algo banal, mas se você passa o dia todo fora ou viaja muito, certamente esse é um ponto a ser considerado, ainda mais quando se trata de correspondências e encomendas que precisam da assinatura de alguém para o recebimento.

Além disso, outra vantagem de morar em apartamento é que você não precisa se preocupar com faxina pesada e manutenção, pois o próprio condomínio fica responsável pela limpeza e conservação do ambiente externo e você apenas precisará cuidar da sua própria casa, que é muito mais simples e requer muito menos gastos. Na maioria dos casos as casas demandam muita manutenção, e geralmente ela é feita pelos próprios moradores, como limpeza das calçadas, do jardim, da piscina, da churrasqueira, além dos cômodos internos. Essa manutenção costuma acontecer nos finais de semana, quando aquelas pessoas que trabalham fora durante toda a semana toda estão disponíveis.

Amizade com os vizinhos
Os condomínios geralmente possuem mais de um apartamento por andar. Isso favorece a construção de laços de amizade com outras pessoas, pois ao escolher morar em um apartamento, você tem uma maior proximidade com os seus vizinhos. Isso pode ser um ponto muito positivo, pois a amizade que pode se formar entre vocês é capaz de facilitar muitas coisas, já que se você precisar de ajuda, vai ter alguém muito perto para te ajudar.

Para quem tem crianças, a construção dessas amizades é um fator ainda mais relevante, pois é uma forma segura de brincar com os amigos em uma área onde a segurança é completa. Além disso, você também poderá combinar com os outros pais um sistema de rodízio de caronas para a escola, por exemplo ou até mesmo pedir que um vizinho fique com seu filho enquanto você sai por alguns minutos.

Outro benefício, é poder contar com o auxílio de seus vizinhos para regar suas plantas ou cuidar dos seus pets quando você estiver viajando ou se precisa passar o dia todo fora de casa.

Esses detalhes fazem toda a diferença para aqueles que têm uma agenda mais apertada e cheia de compromissos.

Como você pôde ver, tanto morar em apartamento pode ter inúmeras vantagens, fazer a melhor escolha vai depender muito mais das suas próprias demandas e expectativas.
História
No século XVIII a região do bairro possuía alguns sítios, em que eram cultivados chá, tabaco e uva. No final do século seguinte, em 1890, as terras foram compradas pelo general Juvenal Couto Magalhães e revendidas posteriormente à José Coelho Pamplona.[2]

Nas décadas iniciais do século XX, as famílias Nunes e Paim lotearam parte da propriedade [2]. Muitas das vias abertas foram batizadas com nomes de municípios paulistas, tais como as alamedas Campinas, Santos, Jaú, Itu, Franca, Tietê, dentre outras, de onde se originou o nome do bairro.

Ao contrário das sinuosas vias do Jardim Europa e Jardim América, repletas de bifurcações e rotatórias, o Jardim Paulista apresentava ruas retas e perpendiculares. Seus primeiros moradores eram de classe média alta, notadamente pequenos industriais e grandes comerciantes.[2]

Após a segunda metade do século XX e devido à proximidade da Avenida Paulista, o bairro adquiriu características comerciais, verticalizando-se com a construção de pequenos prédios de escritórios e comércio.

Desenvolvimento Residencial
O Jardim Paulista é um bairro bastante verticalizado com 17.979 unidades de apartamentos distribuídos em 460 condomínios de edifícios residenciais. Atualmente existem poucos terrenos ou casas em áreas onde a lei de zoneamento urbano permite a incorporação de edifícios com mais de 3 andares. Aproximadamente 50% dos edifícios residenciais foram construídos ao longo da década de 1970 e ocupam uma área de 514.531 m², o que representa 21,5% da área total do bairro. Os prédios residenciais encontram-se entre a Rua Estados Unidos e a Avenida Paulista, já a grande maioria das casas estão entre a Rua Estados Unidos, a Avenida São Gabriel e Avenida Antônio Joaquim de Moura Andrade, sendo boa parte delas próximas ao parque Ibirapuera. A localização privilegiada e a proximidade do maior parque da cidade e de avenidas importantes da cidade, torna o Jardim Paulista um dos bairros mais caros da cidade de São Paulo, com imóveis que chegaram a ter o metro quadrado a ser comercializados por valores acima dos R$16.000,00.[3]

Atualidade

O Teatro Popular do SESI está situado no edifício Sede da FIESP na Avenida Paulista.
Apresenta tanto perfil residencial como comercial, com alta densidade demográfica, obtida pelo grande número de edifícios presentes. Devido à localização privilegiada e atrações turísticas, a área reúne também muitos flats e hotéis de luxo, exemplos dos hotéis Grand Meliá Mofarrej e Unique. Em seu território localizam-se os consulados: chileno, neozelandês, peruano, romeno e venezuelano.[4][5]


Vista noturna do bairro.
Na Avenida Paulista situam-se: o Citigroup Center São Paulo, o Banco Mercantil do Brasil, o Clube Homs e edifício-sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo, onde situa-se o Teatro Popular do SESI. A Paróquia de Nossa Senhora Mãe da Igreja está situada na Alameda Franca.[6]

Transporte
Apresenta vias de mão-única intercaladas, ou seja, se uma rua tem o seu tráfego numa determinada direção, o da rua seguinte segue em direção oposta. Os ônibus municipais circulam pelas avenidas, Paulista, Nove de Julho, Brig. Luís Antônio e pela Rua Estados Unidos (no trecho entre as duas últimas avenidas). O Jardim Paulista conta ainda com uma estação do Metrô: a Clínicas na Linha 2-Verde.História
No século XVIII a região do bairro possuía alguns sítios, em que eram cultivados chá, tabaco e uva. No final do século seguinte, em 1890, as terras foram compradas pelo general Juvenal Couto Magalhães e revendidas posteriormente à José Coelho Pamplona.[2]

Nas décadas iniciais do século XX, as famílias Nunes e Paim lotearam parte da propriedade [2]. Muitas das vias abertas foram batizadas com nomes de municípios paulistas, tais como as alamedas Campinas, Santos, Jaú, Itu, Franca, Tietê, dentre outras, de onde se originou o nome do bairro.

Ao contrário das sinuosas vias do Jardim Europa e Jardim América, repletas de bifurcações e rotatórias, o Jardim Paulista apresentava ruas retas e perpendiculares. Seus primeiros moradores eram de classe média alta, notadamente pequenos industriais e grandes comerciantes.[2]

Após a segunda metade do século XX e devido à proximidade da Avenida Paulista, o bairro adquiriu características comerciais, verticalizando-se com a construção de pequenos prédios de escritórios e comércio.

Desenvolvimento Residencial
O Jardim Paulista é um bairro bastante verticalizado com 17.979 unidades de apartamentos distribuídos em 460 condomínios de edifícios residenciais. Atualmente existem poucos terrenos ou casas em áreas onde a lei de zoneamento urbano permite a incorporação de edifícios com mais de 3 andares. Aproximadamente 50% dos edifícios residenciais foram construídos ao longo da década de 1970 e ocupam uma área de 514.531 m², o que representa 21,5% da área total do bairro. Os prédios residenciais encontram-se entre a Rua Estados Unidos e a Avenida Paulista, já a grande maioria das casas estão entre a Rua Estados Unidos, a Avenida São Gabriel e Avenida Antônio Joaquim de Moura Andrade, sendo boa parte delas próximas ao parque Ibirapuera. A localização privilegiada e a proximidade do maior parque da cidade e de avenidas importantes da cidade, torna o Jardim Paulista um dos bairros mais caros da cidade de São Paulo, com imóveis que chegaram a ter o metro quadrado a ser comercializados por valores acima dos R$16.000,00.[3]

Atualidade

O Teatro Popular do SESI está situado no edifício Sede da FIESP na Avenida Paulista.
Apresenta tanto perfil residencial como comercial, com alta densidade demográfica, obtida pelo grande número de edifícios presentes. Devido à localização privilegiada e atrações turísticas, a área reúne também muitos flats e hotéis de luxo, exemplos dos hotéis Grand Meliá Mofarrej e Unique. Em seu território localizam-se os consulados: chileno, neozelandês, peruano, romeno e venezuelano.[4][5]


Vista noturna do bairro.
Na Avenida Paulista situam-se: o Citigroup Center São Paulo, o Banco Mercantil do Brasil, o Clube Homs e edifício-sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo, onde situa-se o Teatro Popular do SESI. A Paróquia de Nossa Senhora Mãe da Igreja está situada na Alameda Franca.[6]

Transporte
Apresenta vias de mão-única intercaladas, ou seja, se uma rua tem o seu tráfego numa determinada direção, o da rua seguinte segue em direção oposta. Os ônibus municipais circulam pelas avenidas, Paulista, Nove de Julho, Brig. Luís Antônio e pela Rua Estados Unidos (no trecho entre as duas últimas avenidas). O Jardim Paulista conta ainda com uma estação do Metrô: a Clínicas na Linha 2-Verde.